domingo, 7 de setembro de 2008

Ser ou não ser eis a questão O futuro não tão distante e o destino em minhas mãos O erro que tudo muda a emoção da carta ridícula Fernando Pessoa já dizia O tédio o medo a preocupação cadê a coesão? Um texto sem sentido é o texto mais bonito Um tema inexistente um assunto sempre presente A falta de virgulas e ponto final mostra minha confusão a letra maiuscula mostra que nem tudo se resume a essa fusão Ser e não ser diz o irmão Querer e não agir agir sem conseguir Deixo pra lá o que tiver de ser será Um pensamento ridículo assim o destino onde está? Mãos estrelas não há?! Bonecos dançantes são guiados Bonecas de pano se desembaraçam sem ajuda O futuro acabado o passado no presente o presente mal embrulhado.

3 comentários:

Ramon Assis disse...

Agora tá virando poetisa?

Texto legal, mas sempre me embaraço com textos assim..

Ah, sobre o meu post, não, ele não tem nada a ver com aquele aconteceu que eu comentei com vc.

Eu iria postar sobre o tal ato, mas desistir, e ele já ñ tem importancia alguma para mim.

Natane disse...

Wow
vc que fez??? *__________*
eu realmente adorei. Nocomeço fiquei meio confusa... "onde está a porcaria das vírgulas e pontos finais" mas vc própria respondeu palavras a frente.. e deixou o texto ainda mais interessante...
AMEI
<3

nadin disse...

Se o que vale no fim eh o diferente que nos muda...
Que nos torna um novo começo...
Acho que se ao inves de deixarmos os pontos e virgular

usaremos duplos espaços

assim

cada um vera a real distancia

entre nos

entre vos

e entre o que nos importam

e que estes

sempre saibam o quanto nos importam

assim

como me importo contigo






















e neste espaço

fica a dor

a saudade

e a vontade

um abraço

eu ainda te devo