terça-feira, 16 de setembro de 2008

Confusão é tudo que há me desculpe, mas é o que é. Passado presente futuro. Não há mais o que falar. Passado presente futuro e o ser humano tentando descobrir o mundo. Não escrevo o que pedem, não escrevo as novidades do dia, porque escreveria? Notícias nos jornais são tão iguais que nem preciso ver para saber o que está havendo. Ou mundo melhora agora, ou não. Chegou ao seu ápice, o pico mais alto, ao topo da cadeia alimentar. Lembro-me de anos atrás pensar: “ah, mas quando crescer não será mais assim, as pessoas perceberão que isso é ridículo.” Pois é, piorou. E não, o mundo não vai acabar em dois mil e doze. Mas o presente o passado e o futuro sempre em pauta, a confusão como companheira principal e o mais engraçado é que não há o que decidir – somos meros seres humano vivendo algo que nos foi dado, toda decisão trará bom e mau caminho como continuação então porque me preocupar? Fazer o que deveríamos é o certo, mas ah é engraçado. E sim, tudo isso é repetição do passado. Passado presente futuro, comédia.

3 comentários:

Ramon Assis disse...

Confusão, o sentido da minha vida.
Faço da confusão um pretexto para poder ser rebelde. Quando tudo se está confuso, não existe certo ou errado, mas sim a posição que você decide seguir.
E Assim, o nosso mundo se esvai, perto de seu fim. Os humanos estão cada vez mais insanos, acreditando estar sãos.
Pessoas morrem, pessoas matam, pessoas sofrem e pessoas riem. Não me pergunte o sentido disso tudo, eu não sei e sei que ninguém sabe. Apenas nascemos em um ligar chamado terra, aprendemos a andar e o resto é só "que se foda"

Vlew RE

William disse...

Gostei dos seus escritos.
Engraçado que Do Re Mi, Die Die My Darling e outras tantas são músicas preferidas minhas.

Por enquanto é isso.

Abraço

V disse...

Só o que existe é presente, o que não quer dizer que você não deva pensar no presente de amanhã.