sábado, 16 de agosto de 2008

a vida é estranha, ela sempre me assusta e como li, essa cara de susto nunca se vai. quando criança ficava imaginando o futuro e agora já não sei. coisas acontecem e me deixam confusa, vão embora e não resolvem nada. penso em frases para se começar um texto, e ela desaparece. acredito, decepção. vivo, medo. saio, ódio. é um fato: pessoas vivem me encarando. acho incrível, já não agüento e as deixo ir como fazia antes - medo; as olhos e dou risada: 'rio de você, e não para você'.


(frases clichês me atormentam: tão chatinhas, e verdadeiras)

4 comentários:

Henrique Emidio disse...

Essa foto do Fom! yorke aki no canto direito é foda...bonito blog mas caregado de conflitos existenciais "século 21anos"

Renan In Chains disse...

"pessoas vivem me encarando. acho incrível, já não agüento e as deixo ir como fazia antes - medo; as olhos e dou risada: 'rio de você, e não para você'"


Foda-se as pessoas, sua reputação é você mesma, elas não são importantes.

cercada de idiotas disse...

mas é isso que quis dizer oras.

Renan In Chains disse...

Eu sei, acentuei porque penso o mesmo.