quinta-feira, 21 de maio de 2009

para ler ouvindo:
Cachorro Grande - Na Sua Solidão

Pensativa, como se tudo estivesse voltando. Escrevendo como quem respira. A todo tempo, a toda hora. É um vício que sinto em meu sangue, uma vontade de não parar e ser reconhecida por.
Ligo o computador, vou à cozinha e pego um pacote de bolacha. Sento e começo - o teclado não ajuda, muito menos o mouse.
Começo a conversa, faço as coisas mais simples e vem a palavra. Abro o Word e começo a escrever. Escrever nada com nada, não há o que contar e não sou boa para criar histórias pois preciso de uma base real.
Com os olhos grudados ao monitor, a conversa sendo evitada por um motivo não-lógico, abro o pacote. Não sei o que escrever, as notícias do mundo não me agradam, as fofocas não me importam. Quero escrever algo que os faça sentir. Quero impressionar. Quero que gostem, mas, mais do que isso, que sejam sinceros.

Pego a quinta bolacha pensando em como esse texto está um lixo. Desisto e começo a ouvir, atualizar e conversar.
Lembro-me que ontem fiz um texto assim, curto, do meu jeito. Mas não gostei; A música que vi ontem é a primeira a ser tocada e me relembro do assunto que me assusta. Estou só e agora, passando mal.

Uma hora depois, a bolacha acabada, a página em branco e aqui, só o silêncio.


14 comentários:

Suellen Rosa disse...

Olá. ADOREI seu blog! *-* Posso linkar? :) :* beijo, beijo

Anônimo disse...

Oiiii
adoreei seu blog e o jeito q vc escreve, vou seguir, taa?
. beeijo

Daani disse...

Oiii
amei seu blog, o jeito q tu escreve então ADOREI
' beeijo

Jessica Berdych Laviere disse...

Acho que todos temos dias assim,em que nada parece vir a mente,costumo escrever em um caderno,mas sempre acabo joagando no lixo a maioria dos meus escritos.
O importante mesmo é ser sincero,se se importar se as pessoas gostarão ou não do que escreves,o mais importante é sentir-se feliz com o que faz,o resto surge naturalmente.

Boa sorte flor!
Bjos!

Lucas disse...

muito bom seu blog
=)))
http://meninos-cor-de-rosa.blogspot.com/

Fabricio Hans disse...

cachorro grande mandaram bem em SINCERAMENTE.
letra, som, momento...HORIPILANTE!!! uhuhu!!!

Abraço.
visite meu blog, ok.?!

Anônimo disse...

Muito bom teu texto, é a mesma coisa que acontece comigo.. Na falta do que escrever, vou falando nada com nada, falando do que tô sentindo, e acabo sempre num post rápido, não me agradando.
Vou favoritar teu blog :D
Se quiser, olha lá o meu \o/
http://blogmarianelobo.zip.net

Beijo ;*

Plutonauta disse...

muito legal sua narrativa de sua própria vida, fiquei curioso, a bolacha era de morango ????

Rubens disse...

Relmente é assim mesmo, adoro escrever, mas tem aqueles dias que nem rezando sai nada, vc fica, fica e nada sai de sua pensante cabeça, parece que passam um corretivo em seus pensamentos.

Gostei muito do texto de 18 de Maio que fala que um ano depois ainda pensa no amor que se foi, muito legal.

BLOGdoRUBINHO
www.blogdorubinho.cjb.net

TaiaToledo disse...

caracaa to bolada hahahah
é exatamente assim comigo! eu fico inquieta, querendo escrever.. as vezes to num local onde nao posso e ai VEM o texto e eu fico tentando guardar as palavras.. ou entao, eu tenho uma intençao mas nao consigo me expressar e fico indignada comigo =/
mas quer saber? esse é o caminho ;]
boa sorte ai e beijo!

Inho disse...

Gostei do blog vou segui-lo

calidri disse...

Olá.Sei do que fala em gostar de escrever.Mas tem dia que não sai nada .Não é falta de assunto ,mas de algo que naõ dá para dizer.Diria mesmo de por a idéia no papel,sem vontade ,não dá.Abração

Aninha disse...

Há dias que a inspiração não vem mesmo...

Òtimo post !!!



Bjokas

R4M1R9 disse...

Opa, Muito Obrigado Pela Visita e se Preocupar em ir Responder para min no meu Blog... =D

E depois de ler uma outra "escritura" como está deste posto pelo qual comento... Me Torno um Fiel Seguidor de Seu Blog...

Muito Obrigado =D

patocursos.blogspot