domingo, 22 de fevereiro de 2009

E foi lá que sua vida mudou, naquele momento. Nem um segundo a mais nem um menos. Dia vinte de fevereiro de dois mil e nove, depois de tanto tempo sabia o que escrever e como escrever, mas não o fez. Era noite e queria obedecer a mãe - tirando o fato de ter que colocar as conversas em dia. Decidiu deixar para o outro dia, onde não teria nada a fazer e ninguém a obedecer. Errou. Algo aconteceu com ela, teve um certo medo e não se sabe do que. Talvez de não saber como escrever, talvez de pensar que está errada e por isso o dia se passou sem palavras.
E de novo sentiu que era verdade, no dia vinte e um de fevereiro de dois mil e nove no turno da noite simplesmente desabafou, disse tudo que precisara contar e assim se fez satisfeita consigo mesma pelo menos uma vez.
Devem ter notado o estado mudo em que estava, mas era isso, algo que nunca pensou que sentiria e não entendia quando falavam que isso existia. Depois, pensou em se afastar, talvez conversar com alguém, mas não conseguiu. Nenhum assunto chegava a sua mente - pelo menos nada que queira falar - e sentiu medo, muito medo de perguntar qualquer coisa e de novo não entendeu o porque. Provavelmente a ausencia.
A melhor parte do dia foi o começo do outro. As duas ali, conversando. E acha impressionante o fato de falar tudo para a outra, tudo. E vice e versa. A confiança ali, qualquer um poderia ver. Talvez a verdade seja assustadora, talvez discordamos ou encoragemos um ato, mas nunca, nunca terá fim.

16 comentários:

Ramon Assis disse...

\o/

Que confusão.
Sério, eu sei e não sei, acho que aconteceu algo mas não sei.
Um fato, muito de seus textos, asemelham-se a obra Kafkaniana! E isso é bom! e ruim também.

Depende do gosto e da forma como cada um capta as suas palavras.

E, se quiser, responda por scraps, que diabos aconteceu?

Marcelo Leite disse...

Vc escreve com o coração.
Sinto.
Abraços.

Renan Barreto disse...

Texte bonito. Você tem talento.

Parabéns.

Italo Sena disse...

Não captei muito a mensagem, mas no final deu pra entender a relação da pura amizade.
Isso é muito importante...
até logo o/

F. Grijó disse...

Um texto complexo, cuja mensagem não se mostra completamente por culpa de quem lê ou de quem escreve.
Não sei. Reli e ainda achei hermético.
Um toque: seja mais criteriosa com a gramática, pois ela é seu instrumento.
Valeu.
Abraço.

As@ Moren@ disse...

Tudo tem o seu momento, e se o momento passar já era...por isso temos que viver cada momento da vida como se fosse o último!!!

Leon K. Nunes disse...

Acho que compreendo um pouco da confusão de algumas pessoas acima, porque também sinto o mesmo... às vezes, a certos tipos de literatura é difícil digerir na primeira leitura. Eu sinto essa dificuldade, de maneira que não tenho conclusões algumas sobre o que acabei de ler (teria que voltar e ler outras vezes, coisa que, confesso, até costumo fazer nos blogs que leio - alguns têm o estilo parecido com o teu). Seria leviandade falar por falar. Digo apenas que gosto do seu estilo... não é um estilo fácil... exige perspicácia... coisa que não tenho a essa hora da madrugada... mas sinto qualidade aqui. E digo mais: eu voltarei.

Khaos disse...

Mais do que seus textos, a estética do seu blog é super linda! E essa confusão onde pensamentos e sentimentos se misturam? A gente se sente refém de nós mesmos =\ impotentes. Espero que bons ventos venham soprar no seu litoral
=*
gostei muito!

Me.Veloso! disse...

"..mas nunca, nunca terá fim." marcante. Você é muito criativa.. e o blog bem feminino.. Rosa...
não sou tao criativos com comentarios como vc..
MAs teu blog tem tudo pra dar certo.. se é que ja nao esta dando

=D

Bjs

disse...

é dificil comentar algo tão pessoal.
Algo que parece estar bem lá no fundo dos seus pensamentos e suas interrogações...

Livia Queiroz disse...

Confuso!
Mas bonito...
Mas o importante eh vc saber o q ker dizer...
Viva a sbjetividade!!!

bjaum

luiz disse...

muito bom


http://sonabrisa.nomemix.com/
comente as postagen mais antigas tabem,
e entre na comunidade dele
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=23965519
atualização diaria.

House diz : -people don´t change disse...

as vezes as pessoas flam q é complexo
pois eles nao estao lá vivenciando a sua vida pois quando a pessoa esta de fora ela nao entende direito o q ta acontecendo mais todo mundo axo q entendeu sobre a sua amizade :DD

Bruno (de mim para mim) disse...

Gosteii ..

Lidianne Andrade disse...

muito legal seu blog
e vamos que vamos!

Daniel Stand up disse...

Muito legal seu texto vc é bem criativa!Vou te visitar sempre,parabens pelo blog!;D!

ddcomedy.blogspot.com

Bjuns!